Limeira ganha seu primeiro Festival de Quadrinhos

O evento é voltado para fãs de todas as idades e contará com palestra e exposições, além da réplica em tamanho natural da armadura do Homem de Ferro.

Cartaz do festival com a arte do limeirense Renato Giacomini. Clique na imagem para ver em resolução maior.

Considerado um entretenimento condenado a desaparecer na década de 1990, com a popularização da Internet, as histórias em quadrinhos se reinventaram no século XXI e se tornaram mania entre pessoas de todas as idades e sexos. O cinema, com os filmes de super-heróis, deu um empurrão nesse sentido. A invasão dos mangás (gibis feitos no Japão) também contribuiu. As lojas de departamentos foram tomadas de camisetas e as livrarias com copos, canecas e moleskines da temática, enquanto feiras e eventos com artistas e editores se espalharam pelo mundo.

Agora, esse conceito desembarcará, nos dias 2 e 3 de julho, na Oficina Cultural Carlos Gomes em Limeira – o espaço pertence à Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo e é gerenciado pela organização social POIESIS. O Festival Limeirense de Quadrinhos será um acontecimento social da cultura geek, realizado pelo site dos Colecionadores de HQs, em parceria com a Oficina Cultural e com patrocínio da FAAL (Faculdade de Administração e Artes de Limeira). O evento terá palestras, exposições e atrações relacionadas ao mundo dos quadrinhos e do cinema. Um dos destaques será a apresentação da réplica da armadura do Homem de Ferro, dos artistas Alex Prata e Douglas Silva.

Na abertura, serão inauguradas as exposições “A revista Grilo e a história do gibi de vanguarda censurado pela ditadura militar”, de Gonçalo Júnior; e “O mundo fora da caixa: exposição de figuras de ação”, de DG Oliveira e Robert Scharlack. Serão oferecidas as oficinas e palestras “Tirinhas: o começo da arte sequencial” (Maicon Medeiros da Silva), “O encantador, e conturbado, caminho para publicar suas histórias no mercado brasileiro” (Daniel Andrioli), “Os elementos narrativos das HQs” (Leonardo Passos), “Trabalhando com Quadrinhos” (Alexandre Callari), entre outras atividades. No domingo, a ilustradora Marina Gonçalves, estará representando as mulheres no evento, e coordenará a oficina “Como desenhar super-heróis e vilões quase invencíveis”.

A proposta dos organizadores é divulgar, difundir e valorizar a cultura da arte sequencial em Limeira e região, para aproximar o público dos convidados e mostrar que no interior também existem grandes talentos que vivem dessa arte e que servem de exemplo para muitos artistas aspirantes. O objetivo é fazer de Limeira uma cidade referência no interior de São Paulo quando o assunto for cultura geek ou cultura pop – aquela que se refere as pessoas que são fãs de tecnologia, jogos, histórias em quadrinhos, livros, filmes e séries.

Serviço

FESTIVAL LIMEIRENSE DE QUADRINHOS
Data: 2 e 3 de julho
Horário: Sábado – 11h às 20h | domingo – 11h às 20h
Oficina Cultural Carlos Gomes [Palacete Levy]
Largo Boa Morte, 11 – Centro – Limeira/SP
Entrada Gratuita


PROGRAMAÇÃO

2/7 – Sábado

11h00
Abertura do festival
– Área de compras (HQs novas e antigas, colecionáveis, canecas, camisetas, etc).
– Área de alimentação.
– Abertura da exposição “A revista Grilo e a história do gibi de vanguarda censurado pela ditadura militar” de Gonçalo Júnior.
– Abertura da arena Ciméria (espaço para swordplay)
– Abertura da exposição “O mundo fora da caixa: exposição de figuras de ação” de DG Oliveira e Robert Scharlack.

11h30 – 13h00 (15 vagas)
“Tirinhas: o começo da arte sequencial” Oficina de tirinhas com o artista Maicon Medeiros da Silva.

14h00 – 15h30 (30 vagas)
“A revista Grilo e a história do gibi de vanguarda censurado pela ditadura militar” com o jornalista e colecionador Gonçalo Junior.

16h00 – 17h30 (30 vagas)
“Trabalhando com Quadrinhos” com o autor, editor, tradutor e colecionador Alexandre Callari.

18h00 – 19h30 (30 vagas)
“O encantador, e conturbado, caminho para publicar suas histórias no mercado brasileiro” com o artista e arquiteto Daniel Andrioli.

20h – Encerramento


3/7 – Domingo

11h30 – 13h00 (30 vagas)
“Os elementos narrativos das HQs” com o escritor, roteirista e redator Leonardo Passos.

13h10 – 14h00 (30 vagas)
“A historia e curiosidades sobre o lançamento do Manual do Escoteiro Mirim, um dos maiores sucessos editoriais de 2016!” com o editor Paulo Maffia.

14h10 – 15h30 (30 vagas)
“Mark 7: Apresentação e bate papo com os criadores da réplica da armadura do Homem de Ferro” com os artistas Alex Prata e Douglas Silva

16h00 – 17h45 (15 vagas)
“Como desenhar super-heróis e vilões quase invencíveis” Oficina com a artista Marina Gonçalves (Estúdio Corvo).

18h00 – 19h30 (30 vagas)
“Criação de personagens e técnicas de pintura digital: o making off do cartaz do Festival Limeirense de Quadrinhos” com o artista Renato Giacomini.

20h00 – Encerramento do festival

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s